menu

Topo

Sete jogos para quem curtiu a série Chernobyl

Divulgação
"Fallout 4" e a tentativa de reconstruir um mundo abalado pela guerra nuclear Imagem: Divulgação

Daniel Esdras

Do GameHall

2019-06-08T04:00:00

08/06/2019 04h00

Se depois de "Game of Thrones", você já começou "Chernobyl" e ficou imaginando como seria estar naquele desastre nuclear de 1986, os games estão aqui para ajudar.

Reunimos aqui uma lista com alguns jogos que abordam a tragédia. Cada um com suas particularidades e liberdades históricas, mas todos com aquele nível de radiação batendo no teto!

S.T.A.L.K.E.R.

Reprodução
S.T.A.L.K.E.R. se tornou um clássico cult nos PCs e é um ótimo jogo Imagem: Reprodução

O primeiro "S.T.A.L.K.E.R." foi lançado em 2007 pela GSC Game World para PC. Com o subtítulo "Shadow of Chernobyl", o jogo é um FPS com narrativa baseada no livro "Roadside Picnic", de Arkady e Boris Strugatsky.

No universo do jogo, cientistas fizeram experimentos secretos no local, causando mutação em tudo que estava em volta. Os Stalkers são pessoas que entram na zona após o desastre em busca de equipamentos e itens que valem muito dinheiro.

A franquia conta com mais dois jogos, "S.T.A.L.K.E.R.: Clear Sky", que se passa antes do primeiro jogo, e "S.T.A.L.K.E.R.: Call of Pripyat", que se passa alguns anos após o primeiro jogo. A série já conta com mais de 4 milhões de cópias vendidas e é ótima para quem curte jogos com um ambiente opressor, como os da série "Metro 2033".

Chernobyl Commando

Reprodução
Imagem: Reprodução

Terroristas aproveitaram o desastre de Chernobil para tomar a região e tentar roubar algumas tecnologias preciosas da usina. Rússia e Ucrânia se uniram para combater a ameaça, mas não conseguiram. Resta a você, soldado de elite, resolver o problema atingindo os vilões de forma inesperada.

"Chernobyl Commando" é um jogo de 2013 que não teve uma boa recepção no Steam. A jogabilidade na época já era datada e hoje em dia está longe de empolgar. Só pegue esse se já tiver esgotado as outras opções da lista.

Chernobyl VR

Reprodução
Imagem: Reprodução

"Chernobyl VR" é uma experiência única para PlayStation VR, HTC Vive, Samsung Gear VR e Oculus, que utiliza a realidade virtual para um passeio pela usina destruída e pela região de Pripyat.

A Farm 51, estúdio que desenvolveu o projeto, usou técnicas de fotometria para recriar de forma fiel a usina e suas imediações. Enquanto o jogador visita o local, vai aprendendo também sobre o que ocorreu ali e mais sobre a história das vítimas e famílias atingidas pelo desastre.

Se o que você procura é uma experiência mais sensorial e realista, menos focada na ação, e possui um aparelho de realidade virtual compatível, "Chernobyl VR" pode ser o que você está procurando.

Escape from Chernobyl

Reprodução
Imagem: Reprodução

"Escape from Chernobyl" é um jogo mobile disponível para IOS e Android. O jogador terá de desvendar o mistério em torno de Lauren, sua companheira de trabalho, logo após acordar dentro da usina, tudo isso enquanto sobrevive aos pesadelos que se escondem ali.

A radiação causou diversos efeitos nos mortos, e zumbis serão seus principais inimigos durante a jornada, mas também é possível esbarrar em algumas criaturas mutantes e pavorosas, que estão prontas para te atacar das salas escuras do cenário.

A câmera é em primeira pessoa e o jogador conta com diversas armas no arsenal para dar conta dos perigos de Chernobyl. O principal problema do jogo é que os ambientes são escuros demais em alguns momentos, dificultando a visão e a navegação pelo mapa.

Chernobylite

Reprodução
Imagem: Reprodução

Dos criadores de "Painkiller" e do "Chernobyl VR", "Chernobylite" promete ser um "survivor horror" de respeito, com recriação fiel da usina e seus arredores. Ao contrário de "Chernobyl VR", o foco aqui é inserir elementos de ficção, abusando de teorias da conspiração e criaturas formadas pela radiação do local.

A promessa é de um combate desafiador e grandes áreas para explorar. Só resta esperar pela data de lançamento, que está prevista ainda para 2019. Você pode conferir mais sobre o jogo na página oficial de "Chernobylite" no Steam.

Série Metro

Reprodução
Imagem: Reprodução

Se o que você quer após assistir Chernobyl é um jogo pós apocalíptico com uma forte narrativa, os jogos da série "Metro" é a pedida ideal. Em uma Rússia pós destruição nuclear, os sobreviventes vivem dentro das linhas de metrô, tendo que conviver com diversos mutantes perigosos e aprendendo a criar novas regras sociais enquanto lidam com facções.

A história de Artyon, personagem principal dos jogos, foi baseada nos livros de Dmitry Glukhovsky. O escritor, inclusive, tem participação na criação do enredo e dos diálogos dos três jogos disponíveis: "Metro 2033", "Metro Last Light" e "Metro Exodus", esse último lançado este ano. você pode conferir o que achamos dele aqui. Spoiler: é muito bom.

As versões remasterizadas, chamada "Redux" dos dois primeiros jogos podem ser encontradas tanto no PC quanto consoles atuais.

Série Fallout

Reprodução
Imagem: Reprodução

Outra boa indicação para quem gosta de conspirações políticas, desastres e especialmente mundos pós apocalípticos, é o já consagrado "Fallout". A série não se passa na Rússia nem na Ucrânia, mas a pegada é indicada para quem curtiu Chernobyl.

Além dos títulos mais recentes, desenvolvidos pela Bethesda, existem também os mais antigos, da finada Interplay. Com exceção do recente "Fallout 76", que falhou miseravelmente, todos os outros são bons, com centenas de horas de jornada e ação.

Os jogos mais antigos têm visão "Top-Down", já os mais recentes são em primeira pessoa. O local da ambientação é sempre os Estados Unidos destruído por uma guerra nuclear. Desvendar os mistérios do passado e, especialmente sobreviver ao presente, são os pontos altos do game.

Mais Start