menu

Topo

FPS, Loot, RPG, Roguelike: entenda as expressões dos gamers

Reprodução
Imagem: Reprodução

Do GameHall

2019-01-10T04:00:00

10/01/2019 04h00

Como todo grupo que se forma por compartilhar uma mesma cultura, os gamers desenvolveram uma linguagem própria, cheia de palavras e termos ligados às experiências vividas nos jogos. E com a chegada dos jogos online, esse vocabulário típico dos jogadores ganhou ainda mais novidades e em um ritmo ainda mais acelerado.

Se você está entrando nesse mundo agora ou já é um gamer das antigas, mas ainda fica confuso quando migra para um novo estilo, esse artigo é para você.

Termos básicos

Esses termos são usados por quase todo gamer, e é comum ouvi-los tanto em conversas casuais no dia a dia quanto durante a jogatina online:

Easter Egg: são conteúdos escondidos dentro de um universo. Podem ser fases escondidas, prêmios ou referências coisas de um mundo alheio ao do jogo, como as de outros jogos, séries, filmes ou pessoas da vida real.

Reprodução
Os Easter Eggs já são um dos elementos mais tradicionais dos games Imagem: Reprodução

Cutscene: são eventos cinematográficos que ocorrem durante a jogatina e que não podem ser controlados pelo jogador.

Conheça os 10 melhores games de 2018 para o UOL Jogos

Veja aqui
Hardcore: é o termo usado para jogadores que gastam bastante tempo jogando e tentando melhorar a sua habilidade em um ou mais jogos. No geral, esse jogador gosta de simulações mais complexas, que exigem dedicação para serem dominadas. Também pode ser usado para definir jogos pelo público alvo. Exemplo: "Dark Souls" é um jogo hardcore, ou seja, bem desafiador.

Casual: o jogador casual é aquele que joga de vez em quando. No geral, esse tipo de jogador prefere jogos mais básicos, com mecânicas mais superficiais e menos complexas. Também pode ser usado para definir jogos pelo público-alvo. Exemplo:" FarmVille" é um jogo casual, ou seja, um jogo mais descontraído.

Alfa: existem várias fases de desenvolvimento de um jogo. Duas delas ficaram famosas por serem as que geralmente envolvem participação do público antes do lançamento do jogo. A primeira é o Alfa, que geralmente é uma versão jogável do game, mas que tem pouquíssimo polimento e está sem algumas mecânicas que estarão na versão final.

Divulgação
"Anthem", da Electronic Arts, tem um teste Alfa recentemente e logo entrará em fase Beta Imagem: Divulgação

Beta: a segunda é o Beta, onde a parte do jogo mostrada já é a pensada para a versão final, muito embora possa passar por mudanças após as sugestões da comunidade que vai testá-la.

AAA: os jogos com alto investimento em marketing e produção, que usam as tecnologias mais modernas para o desenvolvimento são chamados de "Triple A" ou AAA.

Indie: jogos produzidos de maneira independente, sem uma "publisher", com ou sem grande capital, são chamados de indies ou independentes.

Cheat/Manha/Trapaça: código injetado ou alterado para quebrar as regras normais do jogo, geralmente em benefício do jogador. Aumentar a vida, ter dinheiro ou munições infinitas são exemplos. "Red Dead Redemption 2", por exemplo, pode ser modificado por meio de vários códigos.

Single Player: jogos feitos para um único jogador.

Divulgação
"Red Dead Redemption 2" foi um dos grandes jogos Single Player do ano Imagem: Divulgação

Multiplayer: jogos feitos para mais de um jogador, online ou offline.

Co-op: jogos feitos para serem jogados por mais de um jogador em modo cooperativo.

Emulador: software que emula algum dispositivo, ou seja, que consegue reproduzir os seus jogos de outros consoles em um computador. Por exemplo, permite jogar um Super Nintendo num PC.

HP/ MP: são abreviações dos termos em inglês "Health Points" e "Mana (Magic) Points", que significam pontos de vida e pontos de mana (ou mágica) de algum personagem.

Boss/Chefão: é o nome dado aos inimigos que comandam um local e são muito fortes, que exigem uma abordagem específica para serem derrotados. Nemesis, Bowser e Eggman são exemplos de chefões famosos.

Divulgação
O Bowser é um dos chefes mais conhecidos dos jogos Imagem: Divulgação

OST: abreviação do termo em inglês "Original Soundtrack", que significa trilha sonora original. É constantemente usado para se referir a músicas de fases e temas de algum jogo.

QTE: abreviação de "Quick Time Event", que é um tipo de mecânica que pede para o jogador pressionar um determinado botão antes do tempo acabar para que o personagem execute uma ação. Jogos como "Detroit: Become Human" abusam bastante esse sistema.

NPC: abreviação do termo "Non Playable Character", que significa Personagem Não Jogável. Nos jogos, eles são os personagens que são comandados pela máquina.

Quest: tarefas passadas por NPCs para os jogadores executarem em troco de alguma recompensa ou progressão da história.

Reprodução
Jogos de RPG são cheios de quests e sidequests Imagem: Reprodução

Sidequest: missões paralelas à linha principal da história, que podem ou não influenciar os acontecimentos futuros no jogo.

Glitch/ Bug: falhas no código que geram comportamentos anômalos no jogo, geralmente acontecem logo após algum lançamento, antes das correções. No geral, glitch é utilizado para se referir a algum bug que gera algum benefício para o jogador explorar, como avançar para algum nível ou ganhar dinheiro fácil.

RNG: abreviação do termo "Random Number Generator", que significa Gerador de Número Aleatório. Esse termo é muito utilizado para eventos que dependem de algum tipo de sorte em jogos. Jogos de carta, por exemplo, podem ser classificados como bons ou ruins pela quantidade de RNG envolvido.

Combo: termo utilizado geralmente em jogos de luta, quando uma combinação de golpes é utilizada em sequência para gerar um dano expressivo no adversário. Hoje já é utilizada em outros gêneros para dizer que uma ou mais magias ou habilidades foram utilizadas em sequência.

Divulgação
Mortal Kombat 11 está chegando e os manjadores dos combos já estão no hype Imagem: Divulgação

Hype: termo utilizado para a expectativa em torno de um jogo. Quanto maior a expectativa, maior o hype.

Spoiler: assim como no mundo das séries e games, o termo é usado quando alguém conta o final ou alguma parte importante de algum jogo para outro que ainda não jogou.

Speed run: é a tentativa de terminar um determinado jogo da forma mais rápido possível. Existem competições de speed run que contam com regras, como por exemplo usar ou não Glitchs para conseguir terminar um jogo ou uma fase.

Game Over: quando as vidas acabam ou o personagem do jogador morre ou perde. Hoje é menos usado.

Reprodução
"Dark Souls" mudou o conceito tradicional de Game Over Imagem: Reprodução

Salvar: gravar o progresso feito em um jogo.

Load/Dar load: carregar o progresso feito em um jogo, para continuar de onde parou.

Jogos online

Estes termos são mais usados nos jogos online e, em geral, se originaram no inglês (muitas vezes são adequados à forma como utilizamos os verbos no Brasil).

Noob/Newbie: termo pejorativo para jogadores iniciantes ou que são ruins em determinado jogo.

Reprodução
Todos tem sua fase Noob no jogo Imagem: Reprodução

Build: forma como o jogador constrói o seu personagem durante o jogo, fazendo referência à escolha de armas, habilidades e alocação de atributos. "Essa build é boa para PVP"

PVP: abreviação de "Player vs Player", que significa jogador contra jogador. É usado em jogos, locais dentro de um jogo ou builds que focam confrontos.

PVE: abreviação do termo "Player vs Environment", que significa jogador contra o ambiente. É usado para jogos ou builds com lutas contra monstros/inimigos controlados pela máquina.

Frag: muito utilizado em jogos de tiro em primeira pessoa, é dito quando se consegue um abate no inimigo. Também pode ser usado para provocar: "Você é meu frag/ Freefrag". Ainda pode ser usado para se referir a granadas (gragmentation).

Reprodução
Todo mundo tem o seu Frag de estimação no "CS:GO" Imagem: Reprodução

XP: abreviação de experiência, geralmente relativo ao ganho necessário para passar de level em um jogo online.

AFK: abreviação de "Away from Keyboard", que significa fora do teclado. Quando algum jogador vai fazer algo na vida real e deixa seu personagem parado, sem responder os outros jogadores. "Jogador X está AFK".

Ban: quando alguém é banido de alguma partida ou jogo.

"Critar"/Critical Hit: quando o personagem do jogador acerta um ataque crítico, que gera mais dano que um ataque normal. Geralmente depende de RNG.

Crowd Control/CC: magias ou personagens capazes de controlar os inimigos, aplicando algum tipo de status negativo que evita que eles cheguem até os jogadores, como magia de paralisia ou lentidão.

Party/PT/Grupo: equipe ou grupo de jogadores que estão jogando juntos naquele momento.

Reprodução
É sempre mais divertido jogar em party nos RPGs Imagem: Reprodução

Clã/Guilda: grupo de jogadores que adotam um nome e tem objetivos em comum dentro do jogo. Cada jogo fornece seus meios de se criar um clã.

AOE: abreviação de "Area of Effect", que significa área de efeito. É usado para magias que têm efeito em certa área, um termo dos MMOs, MOBAS e RPGs em geral.

DPS: do inglês "Damage per Second", dano por segundo. Usado quando personagens focam em causar dano ao adversário de forma rápida, em geral quando têm pouca vida para compensar o poder de fogo.

Tanker: personagem responsável por tomar o dano no lugar dos membros mais fracos do grupo. Por ter muita vida e armadura, geralmente vai na frente nas aventuras.

Healer/Suporte: personagens responsáveis por manter a equipe viva durante uma batalha. Eles, no geral, curam e usam magias ou itens que auxiliam os Tankers e DPS a vencerem a partida.

Reprodução
Os suportes são responsáveis por manter o grupo vivo Imagem: Reprodução

Buff/Debuff/"Bufar": magias que melhoram (buff) ou pioram (debuff) de alguma forma os atributos dos personagens, geralmente usadas pelos suportes.

"Castar"/Cast: é a ação de conjurar uma magia, que pode ser rápida ou levar um tempo para se tornar poderosa. Em chats de MMO é comum ouvir: "Casta a magia tal para salvar o time!"

MOB: código fonte usado no "Everquest" se referia aos NPCs genéricos, como MOB, mas o termo acabou pegando na comunidade de MMOs. Geralmente é utilizado para monstros que só servem para dar experiência.

Loot: espólios que podem ser conseguidos ao completar uma "quest" ou derrotar um inimigo. Pode ser dinheiro, equipamentos e o que mais você conseguir imaginar.

Raid/Raide: instância PVE do jogo realizada com muitos jogadores, que no geral vão passar por uma campanha que leva até um chefe muito poderoso que pode dar itens de qualidade e contar mais sobre a história do mundo. O termo é usado de formas diferentes dependendo do jogo: no "World of Warcraft" é usado "raide", em "Destiny" é usado o termo "Incursão" e em "Pokémon GO" é reide (com "e").

Reprodução
Raides estão presentes em jogos como World of Warcraft Imagem: Reprodução

Conteúdo Endgame: São atividades que só podem ser feitas após terminar o jogo ou atingir o nível máximo.

Grind/Grinding: É o termo utilizado para execução de tarefas repetitivas, como por exemplo matar monstros e MOBs para ganhar experiência.

Camper: Utilizado em jogos de tiro, o camper é o jogador que geralmente usa um rifle de longo alcance e fica entocado em algum local escondido da fase esperando alguém passar para atirar.

Head Shot/ HS: Outro termo dos jogos de tiro, é utilizado para quando um tiro atinge a cabeça.

Reprodução
Headshots são utilizados para abates rápidos em jogos de tiro Imagem: Reprodução

"Farmar"/Farming: Bastante utilizado em MOBAS, esse termo se refere ao ato de ir ganhar experiência e ouro, focar em deixar o personagem forte para fases mais avançadas do jogo.

Feeding/ "Feedar"/Feeder: É um termo utilizado para quando um jogador está morrendo bastante para o adversário, deixando ele forte de forma intencional ou não. Muito usado de forma pejorativa com jogadores novatos ou que estão fazendo um mal jogo.

"Ultar"/Ultimate: Termo que popularizou com os MOBAS mas já é utilizado em outros jogos. Se refere a uma habilidade muito forte de um personagem que só pode ser utilizada depois de um certo level ou circunstância na partida.

Cooldown/CD: É o termo utilizado para o tempo que uma habilidade ou magia demora para ficar pronta para o uso de novo.

Reprodução
Em vários jogos online as magias tem um tempo para serem utilizadas novamente Imagem: Reprodução

GG: Termo utilizado para agradecer os rivais pela partida ou para dizer que a partida já está decidida. É a abreviação de "Good Game", que significa "bom jogo".

WP: Termo utilizado para elogiar um adversário após uma partida. É a abreviação de "Well Played", que significa "bem jogado".

Troll/Trolling: São os jogadores que no geral não levam o jogo a sério e só estão na partida para bagunçar o ambiente e irritar os outros jogadores.

FPS: Nesse caso se refere a Frames Por Segundo, que é a taxa de quadros gerada e exibida por segundo na sua tela pelo computador ou console. Quanto maior a quantidade de quadros, maior a fluidez do jogo e das animações.

Reprodução
Jogos de luta usam o padrão de 60 Fps desde os primórdios do gênero Imagem: Reprodução

Ping: É uma medição que gera um número que reflete o tempo de espera para uma mensagem ir até o servidor do jogo e voltar. Se for muito alto, o jogador terá problemas de Lag.

Lag/Latência: Quando um jogador tem uma conexão de baixa velocidade ele pode experimentar situações de LAG, que é quando o comando enviado via controle demora para ser computado e executado no jogo.

MMR/Elo/Rank: Medida utilizada em jogos competitivos para definir o nível de um jogador. Pode ser via rankings e medalhas ou mesmo um número. No geral serve para criar partidas com jogadores do mesmo nível nos modos competitivos.

Reprodução
No Counter Strike GO o sistema de MMR é feito por rankings, esse é o famoso Global Elite. Imagem: Reprodução

KDR: Abreviação de "Kill Death Ratio", que é o resultado da subtração dos abates pelas mortes do jogador, gerando um número positivo ou negativo para a atuação em uma determinada partida. "Seu KDR foi muito bom nesse mapa, matou 15 e só morreu duas vezes!"

KS: Abreviação de "Kill Steal", é utilizado em jogos quando um jogador dá o último ataque em um inimigo para roubar a experiência, itens ou os créditos pelo abate.

"Agrar"/ Aggro: Termo que veio do MMO e é utilizado para o momento em que um monstro fica agressivo contra o jogador. Geralmente o Tanker é o responsável por "agrar" os "Mobs" que serão eliminados pela "Party" para ganhar XP. Ficou confuso?

Reprodução
Aggro também pode ser o nome dado para arquétipos de decks em cardgames como Hearthstone Imagem: Reprodução

Nerf/"Nerfado": É o termo utilizado para quando uma atualização de um jogo reduz o poder de algum personagem. "Personagem X foi nerfado e agora é inútil"

OP: É a abreviação de "Over Powered", que significa muito poderoso. Geralmente é utilizado para personagens que estão mal balanceados e com poder acima dos demais.

Smurf: É a forma como é chamado os jogadores veteranos em uma conta de iniciante, que por conta de um MMR ainda não calibrado, acabam jogando com jogadores iniciantes. Em MOBAs existem muitos Smurfs, que criam novas contas após serem banidos ou para ganhar de jogadores mais fracos.

Pay to Win: Forma como é chamado os jogos que garantem benefícios para jogadores que gastam dinheiro real com itens ou vantagens no jogo.

Reprodução
Jogos para celular geralmente são chamados de Pay to Win pelas microtransações Imagem: Reprodução

VAC: É o sistema anti-cheat da Valve, que acabou até virando um meme. Ele é ativado assim que o jogo inicia para saber se os jogadores estão usando ou não algum tipo de trapaça.

Gêneros

Os jogos são divididos em diversos gêneros, que podem confundir a cabeça dos gamers mais novos. Todos esses gêneros podem ser misturados para criar jogos únicos e diferentes. Esses são os principais:

RPG: Vem de "role-playing game", um gênero que surgiu nas mesas bem antes da popularização dos videogames. Nele o jogador incorpora um personagem dentro do mundo do jogo. Como gênero, geralmente se refere a jogos onde o jogador pode montar seu personagem, escolher seu atributos, evoluir através de experiência e executar um papel importante no mundo do jogo. "The Witcher", "Final Fantasy" e "Skyrim" são exemplos de RPGs.

JRPG: São os RPGs feitos pelas produtoras japonesas, que tem suas próprias peculiaridades na estética e nas mecânicas. "Final Fantasy", "Chrono Trigger" e "Dragon Quest" são exemplos.

Reprodução
"Dragon Quest" é uma das franquias mais tradicionais de JRPG Imagem: Reprodução

CRPG: O C da abreviação vem de Clássico. O termo é utilizado para definir RPGs que se assemelham bastante aos sistemas que são usados em mesas reais, como Dungeon and Dragons e Gurps. Hoje esse termo também é utilizado para definir RPGs ocidentais. "Fallout", "Divinity" e "Baldurs Gate" são exemplos de CRPG.

ARPG: O A da abreviação vem de "Action", ou ação. Esse termo é utilizado para definir jogos de RPG com combate em tempo real e não por turnos. Com o passar do tempo acabou sendo conhecido como o gênero dos jogos que se parecem com Diablo, o que não é uma verdade absoluta.

Ação/Aventura: O gênero de aventura se dividiu em vários subgêneros ao longo da história, começaram como jogos de texto, viraram os famosos "Point and Click" e hoje se juntam ao gênero de ação para contar uma boa história ao mesmo tempo que mescla combate frenético e elementos de outros gêneros. "God of War" e "Assassin's Creed" são exemplos.

Divulgação
"God of War" foi o ganhador na categoria Ação/Aventura desse ano na TGA Imagem: Divulgação

Metroidvania: Esse nome surgiu da junção de dois jogos influentes que inventaram o estilo: "Metroid" e "Castlevania". São jogos de ação com mapas interconectados que bloqueiam alguns acessos até que o jogador tenham algum item ou habilidade específica para passar.

FPS/TPS: São os termos utilizados para jogos de tiro, que também são chamados de "Shooters". FPS vem de "First Person Shooter", ou "tiro em primeira pessoa", que faz referência a câmera que simula os olhos do jogador. Já TPS vem de "Third Person Shooter", ou "tiro em terceira pessoa", que faz referência a câmera que deixa ver o personagem controlado por algum ângulo. "Counter Strike" é um FPS, enquanto "Uncharted" é um TPS.

Roguelike: Também é chamado de masmorra, são jogos onde o jogador tem de avançar por níveis gerados aleatoriamente e mantém algo do que foi conquistado mesmo após morrer e iniciar tudo de novo. O nome do gênero vem do jogo Rogue, lançado em 1980. Hoje, jogos como "Dead Cells" e "Nuclear Throne" são exemplos do gênero.

Sandbox: O termo usado para se referir a jogos no estilo de GTA, onde o jogador pode se movimentar livremente por um enorme mundo, como se estivesse em uma espécie de caixa de areia.

Reprodução
"GTA" é um exemplo de jogo Sandbox. Imagem: Reprodução

Beat'm Up/Brawler/Briga de Rua: Gênero clássico de jogo onde os jogadores enfrentam ondas de inimigos para conseguir avançar para novos locais da fase. "Double Dragon" e "Final Fight" são exemplos.

MMO: Inicialmente era utilizado para definir os RPGs online e hoje pode ser utilizado para qualquer jogo online para muitos jogadores. O termo é uma abreviação de "Massive Multiplayer Online".

Battle Royale: Gênero recente onde jogadores se enfrentam em um mapa até que apenas um sobreviva. "Fortnite" e "PUBG" são os maiores representantes do gênero.

MOBA: É a abreviação de "Multiplayer Online Battle Arena", que é o nome dado ao gênero de jogos como "Dota", "League of Legends" e "Heroes of the Storm". Os jogadores escolhem seus personagens antes da partida e se enfrentam em linhas até que um time destrua a base do adversário.

Divulgação
"Dota" foi um dos primeiros Mobas de sucesso e faz companhia a League of Legends como representante do gênero. Imagem: Divulgação

RTS: Vem de "Real Time Strategy", ou "estratégia em tempo real". Nesse gênero os jogadores constroem bases e unidades para destruir a dos adversários. "Starcraft" e "Age of Empires" são exemplos.

Sobrevivência/Survival: São os jogos que colocam o jogador com poucos ou nenhum recurso para sobreviver em um mundo aberto hostil. É preciso coletar recursos e as vezes enfrentar inimigos para sobreviver o máximo possível. "Day Z" e "ARK" são exemplos do gênero.

Stealth: São jogos onde o tiroteio descontrolado dá lugar a abordagens precisas e silenciosas. O jogador no geral tem que alcançar locais sem ser notado e eliminando poucos ou nenhum inimigo. "Metal Gear Solid", "Thief" e "Splinter Cell" são exemplos do gênero.

Luta/Fighting: São jogos onde jogadores escolhem personagens para lutar em curtas distâncias, geralmente com limite horizontal para a fase. "Soul Calibur", "Street Fighter" e "Mortal Kombat" são exemplos.

Reprodução
"SoulCalibur" já está no sexto capítulo e é um dos grandes representantes do gênero luta. Imagem: Reprodução

Rítmicos: Nesse gênero os jogadores lidam de alguma forma com a música, seja para dançar ou para simular a utilização de algum instrumento. "Just Dance" e "Guitar Hero" são exemplos.

Simuladores: Jogos que visam simular da forma mais fiel possível uma atividade do mundo real. Podem ser esportes, corridas e até mesmo guerras.

Indústria

Alguns termos são utilizados pelos gamers em discussões sobre a forma como o jogo é vendido, quem é desenvolvedora e em discussões sobre os grandes eventos do ano para a comunidade:

Publisher: São empresas que publicam algum jogo de um estúdio terceiro, ficando responsável pelo marketing e logística. Por exemplo, a polonesa CD Projekt Red produziu o primeiro "The Witcher", mas quem publicou o jogo nos Estados Unidos foi a Atari.

DRM: "Digital Right Management", os DRM são meios de proteger o conteúdo criado pelos estúdios, que funcionam durante o jogo para verificar se a cópia é original. O Denuvo é um exemplo, mas todas as lojas de distribuição digital são no fim das contas também um DRM. Jogadores reclamam que esses softwares fazem os jogos ficarem mais pesados.

Reprodução
O Denuvo é um dos DRMs mais famosos do mercado e vive em guerra contra a pirataria e os crackers. Imagem: Reprodução

DLC: Conteúdo extra para algum jogo que pode ser cobrado ou não. Mapas ou personagens extras são exemplos.

Expansão: Conteúdo extra que expande algum jogo, trazendo novas áreas e história. As vezes são inseparáveis do termo DLC, mas no geral são usados conteúdos maiores.

Pay to Play: É o modelo convencional de negócios, onde o jogador paga uma vez para adquirir o conteúdo completo do jogo.

GAAS: Vem do termo "Games as a Service". É um modelo novo de negócio onde um jogo online recebe constantemente conteúdo para manter a comunidade engajada e sempre sedenta por novidades. "Fortnite" e "Destiny" são exemplos de jogos assim.

Reprodução
"Destiny 2" é um dos exemplos de jogo no formato "GAAS" Imagem: Reprodução

Early Access: É um modelo recente de publicação de jogos, onde o estúdio lança um jogo ainda em desenvolvimento para que a comunidade possa participar do desenvolvimento e sugerir implementações no forma de acesso antecipado. Exemplos: "PUBG" e "Day Z".

Free to play/ F2P: Modelo de negócio que visa lançar o jogo de forma gratuita e depois vender itens ou cosméticos para os jogadores. "Dota" e "League of Legends" são exemplos.

Engine: É o software utilizado para criação de jogos. Existem engines disponíveis no mercado e algumas que são exclusivas de estúdios.

Ir a Gold: Quando o jogo está completamente finalizado e já foi enviado para ser prensado ou distribuído nas lojas digitais.

E3/ Electronic Entertainment Expo: Principal evento de jogos dos Estados Unidos. Ocorre em Los Angeles e reúne as principais desenvolvedoras de jogos do planeta para fazerem negócios e anunciarem seus projetos para o futuro.

Reprodução
Durante a E3 descobrimos as grandes novidades do ano para o mundo dos games Imagem: Reprodução

BGS/Brasil Game Show: É o maior evento brasileiro voltado para os jogos. Convidados dos grandes estúdios vem conhecer os jogadores e mostrar seus jogos mais recentes para o público testar.

TGA/The Game Awards: Principal premiação dos jogos. Acontece no final de cada ano, onde um juri composto de jornalistas do mundo todo escolhem os melhores jogos dos últimos 12 meses.

Mais Start