Topo

100 horas semanais! Rockstar defende longa jornada de trabalho em "RDR 2"

Divulgação/Rockstar Games/The Telegraph
Red Dead Redemption 2 Imagem: Divulgação/Rockstar Games/The Telegraph

Do GameHall

2018-10-16T10:48:54

16/10/2018 10h48

Após uma enxurrada de críticas ao revelar que a equipe de desenvolvimento de "Red Dead Redemption 2" às vezes trabalhava até mais de 100 horas semanais, Dan Houser, cofundador da Rockstar Games, tentou esclarecer melhor o seu polêmico comentário.

"Parece haver alguma confusão decorrente da minha entrevista com Harold Goldberg. O ponto que eu estava tentando fazer no artigo estava relacionado a como a narrativa e o diálogo no jogo foram elaborados, o que foi principalmente o que falamos, não sobre os diferentes processos da equipe mais ampla", comentou para o site Kotaku.

VEJA TAMBÉM

"Depois de trabalhar no jogo por sete anos, a equipe de redatores sênior, composta por quatro pessoas, Mike Unsworth, Rupert Humphries, Lazlow e eu, teve, como sempre fazemos, três semanas de trabalho intenso quando encerramos tudo. Três semanas, não anos. Todos nós trabalhamos juntos há pelo menos 12 anos e sentimos que precisamos disso para terminar tudo. Depois de tantos anos organizando e preparando as coisas neste projeto, precisávamos disso para verificar e finalizar tudo".

Ele também explicou que as horas a mais trabalhadas são escolhas pessoais dos funcionários, e não uma exigência da empresa.

"Mais importante, nós obviamente não esperamos que ninguém mais trabalhe dessa maneira. Em toda a empresa, temos algumas pessoas mais experientes que trabalham muito duro apenas porque são apaixonadas por um projeto ou por seu trabalho específico, e acreditamos que a paixão é exibida nos jogos que lançamos. Mas esse esforço adicional é uma escolha, e não pedimos ou esperamos que alguém trabalhe com algo assim. Muitas outras pessoas seniores trabalham de uma maneira totalmente diferente e são igualmente produtivas - eu não sou apenas uma delas! Ninguém, sênior ou júnior, é forçado a trabalhar duro. Acredito que nos esforçamos ao máximo para administrar um negócio que se preocupa com seu pessoal e para fazer da empresa um ótimo lugar para trabalhar", finalizou.

Nos últimos anos vários relatos de excesso de horas extras para os funcionários na indústria de videogames surgiram na internet, especialmente em grandes estúdios como a Rockstar, Naughty Dog, CD Projekt Red, entre outros.

Em 2010, inclusive, quando a Rockstar se preparava para lançar o primeiro "Red Dead Redemption", um grupo de esposas de funcionários publicou uma carta aberta condenando as condições de trabalho abusivas no estúdio.

"Red Dead Redemption 2" será lançado no Xbox One e PlayStation 4 em 26 de outubro.

Siga o UOL Start no

Mais Start