Topo

Conheça a incrível sala de jogos do maior colecionador de games do mundo

Reprodução
Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

2017-11-24T04:00:00

24/11/2017 04h00

O australiano Joel Hopkins é cercado de números superlativos. Um deles - e talvez o que desperte o maior interesse de quem curte videogames - diz respeito à sua coleção de 17.446 jogos, que o coloca, segundo o Guinness Book, como o maior colecionador de games do mundo.

Veja também

Hopkins, que afirma ter trabalhado na indústria de entretenimento, guarda essa coleção em sua casa, em Melbourne, Austrália. Como é de se imaginar, o espaço destinado a tal é enorme - e mais lembra o de uma loja de games, como ele mostra em um vídeo de mais de uma hora no seu canal "Last Gamer" no YouTube.

Apesar de enorme, o "depósito" de games não é a parte mais impressionante da casa do colecionador. Esse título fica com a sua "salinha" de jogos.

O espaço, que antes era uma sala de cinema doméstica - montada por ele e certificada pelo padrão THX -, se transformou no local onde Hopkins, seu filho e convidados sortudos jogam. O cômodo, de cerca de 80 metros quadrados, é de fazer qualquer um babar, como é possível ver no vídeo abaixo.

Hopkins abriga seus itens separados por eras. Ou seja, enquanto computadores como um Commodore 64 e um ZX Spectrum ficam ligados a uma TV específica, consoles de 8, 16 e 32 bits ficam ligados a outra e assim por diante. A ideia por trás disso é fazer com que os consoles sejam usados de uma forma mais próxima possível da original.

Ou seja: na coleção de Hopkins você não verá um Super Nintendo ligado a uma TV moderna, por exemplo, mas sim em uma de tubo. E usando as conexões originais, sem alterações para emitir sinal RGB ou usando aparelhos como upscalers - algo relativamente comum entre fãs de videogames retrô na tentativa de economizar espaço e dinheiro, ainda que colecionar consoles e games não seja algo exatamente barato.

Reprodução
Tudo pela autenticidade: as TVs usadas por Hopkins seguem o padrão da época na qual os consoles ligados foram lançados Imagem: Reprodução

(Convenhamos que não é preciso raciocinar muito para notar que dinheiro, definitivamente, não é um problema para Hopkins.)

Ao todo, são oito TVs, sendo que três delas (todas de mais de 60 polegadas) são usadas para jogar consoles modernos.

Além do espaço destinado a consoles, Hopkins também destinou uma das paredes da sala para montar dois conjuntos de volante - cada um com seu devido conjunto de suporte e banco de corrida -, TV e consoles para jogar games de corrida. Ainda nesse lado da sala, há um PC para games.

Reprodução
Além das TVs e consoles, Hopkins também montou dois simuladores para jogar games de corrida e um PC gamer Imagem: Reprodução

Por fim, ele explica que foi o responsável por planejar o local, o que inclui móveis feitos sob medida e sete cadeiras projetadas de acordo com especificações definidas por ele junto a um vizinho marceneiro. Apesar de mostrar seu novo "cantinho", Hopkins não conta quanto gastou para montá-lo, tampouco quanto tempo passou fazendo isso.

A julgar pelo histórico superlativo dessa criança de 43 anos, é de se esperar algum outro número superlativo.

Mais Start