Topo

Guia: UOL Jogos desvenda detalhes do polêmico Xbox One

Akira Suzuki

Do UOL, em São Paulo

2013-05-23T16:21:07

23/05/2013 16h21

O sucessor do Xbox 360 finalmente foi revelado nesta terça (21) e as reações não parecem ser das melhores. Para os gamers, a apresentação do Xbox One ficou mais concentrada em TV e esporte - e "Call of Duty: Ghosts" parece ter sido pouco para salvar o dia.

O dia seguinte foi pior para a Microsoft: com a divulgação das entrevistas, alguns dos piores pesadelos dos fãs do Xbox pareciam estar se tornando realidade.

O ponto mais polêmico foi a revelação, de um vice-presidente da Microsoft, dando conta que, para ativar um jogo usado, seria necessário pagar o preço de um game novo.

Embora a companhia tenha minimizado o fato alegando que se tratava apenas de um "potencial cenário", nenhum outro 'cenário' foi revelado. Além disso, pairam incertezas sobre se é o necessário estar permanentemente conectado à internet para o videogame funcionar.

Para tentar acabar com as dúvidas, UOL Jogos compilou um guia de perguntas e respostas com as informações divulgadas até o momento. Confira:

Quando sai o Xbox One?

A resposta oficial da Microsoft é que sai "no final do ano". Levando em consideração o lançamento de outros consoles, especula-se que o Xbox One saia entre novembro e dezembro, que são épocas em que o comércio está aquecido nos EUA, por conta do Dia de Ação de Graças e do Natal. Wii, PlayStation 3 e Xbox 360 também foram lançados em novembro.

Quanto vai custar?

O preço do Xbox One não foi revelado.

E no Brasil, quando sai?

A Microsoft não diz nada sobre o assunto, mas, em entrevista ao UOL Jogos, Craig Davidson, diretor de marketing do Xbox, afirmou que o Brasil faz parte do "primeiro escalão" e que tem "esperanças" que a fabricação local do console esteja nos planos da Microsoft. "Quem sabe a gente fale mais sobre isso na E3", deixou no ar.

O Xbox One precisa estar sempre online para funcionar?

As respostas da Microsoft têm sido confusas. No FAQ oficial, a companhia diz que não precisa estar "sempre conectado", mas requer conexão à internet.

Em entrevista ao Kotaku, Phil Harrison, vice-presidente da Microsoft, afirmou que o console precisa acessar a internet uma vez ao dia, mesmo jogando jogos sem funcionalidades online. Além disso, é necessário estar conectado para instalar os jogos.

As produtoras têm a opção de incluir funcionalidades de nuvem em seus jogos e, nesse caso, naturalmente, será necessário estar sempre online. Apesar de não ser algo obrigatório, Marc Whitten, vice-presidente de Xbox Live, faz torcida para que todos jogos usem a nuvem pelas vantagens que ela traz.

Sobre a declaração de Harrison, a Microsoft afirmou que se tratava um "cenário potencial", indicando que isso pode ou não acontecer.

O Xbox One vai rodar jogos usados?

Esse é um dos pontos mais polêmicos do console. Segundo Phil Harrison, vice-presidente da Microsoft, para jogar um disco usado, será necessário pagar o preço de um game novo.

Mais uma vez, a Microsoft afirma que esse é apenas um cenário possível, mas que nada está definido ainda.

No Xbox One, a instalação de jogos é obrigatória e é preciso estar conectado para ativar o game. Assim, o jogo fica atrelado a uma conta do Xbox Live. Feito isso, não é mais necessário inserir o disco para jogar.

Na máquina em que o jogo estiver instalado e ativado, todas as contas do Xbox Live podem acessar o game, desde que autorizados pelo 'controle dos pais'. Pode-se instalar o game em várias máquinas - o número total não foi informado -, mas só funciona em um Xbox One por vez.

Harrison ainda disse que os jogadores poderão trocar e vender games pela rede Xbox Live, mas não deu maiores detalhes.

O Xbox One roda jogos do Xbox 360?

Não. Nem os jogos em discos, nem os comprados online pelo Live Arcade ou Games On Demand funcionarão no novo console.

Os acessórios do Xbox 360 podem ser usados no One?

Não. Nem mesmo o controle padrão será reconhecido pelo novo sistema.

Xbox One x PS4: compare as especificações técnicas

XBOX ONEPLAYSTATION 4
Processador central 
Arquitetura x86 de 64 bits da AMD, com oito núcleos de velocidade não especificada (especula-se que rodem a 1,6 GHz)Arquitetura x86 de 64 bits da AMD, com oito núcleos 'Jaguar' (velocidade especulada: 1,6 GHz)
Processador gráfico 
Modelo customizado da AMD, com performance especulada de 1,2 teraFLOPS*, sendo equivalente à placa Radeon HD 7790Modelo baseado em tecnologia Radeon, com performance de 1,84 teraFLOPS*, sendo equivalente à placa Radeon HD 7870
Memória 
A principal tem 8 GB, do tipo DDR 3, com fluxo de 68 GB/s (3 GB dedicados para o sistema). Há também uma memória de 32 MB, do tipo eSRAM, embutida no processador principal, com fluxo especulado de 102 GB/sMemória unificada de 8 gigabytes, do tipo GDDR 5, com fluxo de 176 gigabytes/s. Não se sabe quanto de memória será usado para o sistema.
Resolução máxima de vídeo 
1080p para jogos e 4K para filmes1080p para jogos e 4K para filmes
Leitor de discos 
Blu-ray supostamente de velocidade 6xBlu-ray de velocidade 6x
Espaço em disco rígido 
500 gigabytesNão especificado
Portas 
Três USB 3.0
Entrada Kinect
Saída infravermelho
USB 3.0
AUX (para a câmera PS4 Eye)
Comunicação 
Ethernet (com fio)
Três canais IEEE 802.11 banda n com Wi-Fi Direct (sem fio)
Ethernet (com fio)
IEEE 802.11 bandas b/g/n
Bluetooth 2.1 (com EDR, sem fio)
Conectores de áudio e vídeo 
Entrada e saída HDMI
Saída digital óptica (som)
Saída HDMI
Saída analógica
Saída digital óptica (som)
*Trilhões de operações de ponto flutuante, que é uma unidade de processamento gráfico.

Fontes: Eurogamer.net, GameInformer e Wired

Enfim, quem é mais 'poderoso'? Xbox One ou PlayStation 4?

Ainda há muitas especificações que não foram confirmadas, mas, a julgar pelas informações já divulgadas (e outras especuladas), o PlayStation 4 leva boa vantagem em pelo menos dois quesitos: processador gráfico e memória.

A performance gráfica é medida pelo número de operações por segundo, e o console da Sony (com 1,84 teraFLOPS) bate o da Microsoft (supostamente 1,2 teraFLOPS). No quesito memória o Xbox One leva vantagem no tempo de acesso, mas o que conta mesmo é o fluxo de dados, que no PS4 é de 176 gigabytes por segundo, contra 68 e 102 megabytes por segundo na caixa preta.

Mas tudo isso não passa de índices: como sabemos, jogos bons dependem muito mais do talento das produtoras que do poder de máquina, não acham?

De todo jeito, tem um aspecto em que o Xbox One parece ser bem superior: a tecnologia envolvida na câmera. O Kinect melhorou muito as especificações em relação ao primeiro modelo

VEJA O VÍDEO DE APRESENTAÇÃO DO XBOX ONE

  •  

Qual a principal característica do Xbox One?

A Microsoft está alardeando seu novo videogame como um "sistema de entretenimento tudo em um" (daí o nome). Ele quer ser uma central multimídia, em que você não apenas joga, mas vê filmes, ouve músicas, bate papo no Skype e assiste TV de forma mais 'inteligente'.

Para tornar a experiência mais fluida, quase tudo pode ser feito por comando de voz - basta, por exemplo, falar o nome do canal para que seja sintonizado - e a troca de aplicativos ocorre de forma instantânea. Você pode interromper o jogo e ir ver um filme num piscar de olhos, sugere a Microsoft. Dá até para acessar mais de um conteúdo ao mesmo tempo, adicionando mais janelas (ou Snaps, como são chamados oficialmente).

Nos EUA, você pode conectar um sintonizador de TV a cabo no Xbox One e este passa a controlar o aparelho. Com isso, pode-se acessar o guia de programação ou trocar de canais com comandos de voz. Em parceria com a liga NFL, o Xbox One quer mudar a experiência de assistir aos jogos de futebol americano, com conteúdo interativo e 'fantasy games'.

No Brasil, esses recursos de TV não devem estar disponíveis, ao menos num primeiro momento. Mas, Craig Davidson, diretor de marketing do Xbox, disse ao UOL Jogos que a Microsoft já está conversando com "a organização esportiva predominante no Brasil, bem como a operadora líder de TV a cabo" para firmar parcerias.

O que mudou no controle do Xbox One?

Aparentemente, não houve nenhuma mudança radical em relação ao joypad do Xbox 360. A principal novidade é a adição de vibração nos gatilhos, permitindo sensações táteis mais precisas e detalhadas. Um dos demos no evento de revelação do console simulava a partida e aceleração de um carro.

A protuberância na parte de trás do controle não existe mais, mas continua usando pilhas recarregáveis comuns, de tamanho AA, em vez de uma bateria dedicada e embutida. O direcional é em forma de cruz, supostamente mais preciso, e traz sensação de clique.

Os botões Back e Start mudaram de nomes, e agora passam a se chamar View e Menu. O primeiro serve, por exemplo, para mostrar, num RPG, a tela de inventário ou o mapa, e a tabela de líderes num FPS. O segundo botão, como o nome diz, vai para o menu principal do jogo.

E o Kinect? Como é agora?

A melhor notícia é que não é preciso tanto espaço para usar o controle de gestos. Agora, segundo a Wired, 90 cm de distância são suficientes para o Kinect reconhecer os movimentos.

A Microsoft afirma que o aparelho está bem mais preciso, e que consegue identificar se as mãos estão abertas ou fechadas, além de saber se o usuário está em pé ou sentado. Um sistema de tratamento de ruído permite isolar cada um dos comandos de voz.

Agora, o Kinect funciona mesmo no escuro e é capaz de até medir os batimentos cardíacos através da mudança sutil no tom de pele do rosto. Outra melhoria é o reconhecimento do centro de gravidade do jogador, ou seja, o quanto de peso está sendo distribuído em cada perna.

Essas mudanças devem permitir que o novo Kinect, que vem de fábrica com o Xbox One, reconheça mais gestos e comandos de voz. Assim, jogos que usam o movimento do corpo e a fala teriam respostas mais precisas.

Os jogos confirmados do Xbox One

JogoPublisher
Assassin's Creed 4: Black FlagUbisoft
Battlefield 4Electronic Arts
Call of Duty: GhostsActivision
DestinyBungie
EA Sports UFCEA Sports
FIFA 14EA Sports
Forza Motorsport 5Microsoft Game Studios
Madden NFL 25EA Sports
NBA Live 14EA Sports
Need for Speed RivalsElectronic Arts
Quantum BreakMicrosoft Game Studios
RyseMicrosoft Game Studios
ThiefSquare Enix
Watch_DogsUbisoft

O que muda no Xbox Live?

Para começar, a tela inicial pode ser modificada, fixando atalhos. Além disso, tem um sistema que recomenda novos conteúdos baseados no comportamento do usuário. A lista de amigos comporta até mil nomes, contra cem no 360.

A Microsoft promete melhorar o casamento de partidas, colocando juntos jogadores baseados em seu nível de habilidade, língua e, agora, reputação. O melhor é que você não precisa ficar esperando na tela de lobby, mas, em vez disso, ficar assistindo a filmes ou ficar jogando. Assim que uma partida for estabelecida, o multiplayer começa imediatamente.

O progresso dos jogos são salvos na nuvem, então, você pode continuar um jogo mesmo que esteja em outra máquina. A Microsoft promete ter 300 mil servidores para hospedar partidas online e para as funcionalidades de nuvem.

Há também uma função de gravar e distribuir vídeos de "momentos mágicos" nas partidas.

É possível migrar o perfil do Xbox Live do 360 para o do One?

Sim. Segundo a Microsoft, trata-se do mesmo perfil, que funciona tanto no Xbox One como no antecessor. Ou seja, assinatura Ouro, conquistas e gamerscore podem ser facilmente transferidos de um console para outro.

Porém, há uma vantagem adicional em usar a conta Ouro no One: agora, todos os perfis de um console que tenha a assinatura Ouro podem usufruir suas vantagens, como o multiplayer online, acesso antecipado aos demos e muito dos aplicativos.

Muda alguma coisa nas conquistas?

O que se sabe é que no Xbox One as conquistas não estão confinadas dentro de um único jogo e que novas conquistas podem ser adicionadas a qualquer momento. Alguns possíveis cenários são a inclusão de conquistas por usar as funções do console, desbloqueio de um achievement depois de cumprir requisitos em mais de um jogo ou desafio com tempo para acabar.

No One, fica registrado não apenas a conquista em si, mas também como a façanha foi realizada (especula-se que isso seja registrado em vídeo). Também é possível comparar seu desempenho com amigos ou com a média de todos os jogadores.

Vai ter atualizações de sistema e de jogos no novo console?

As atualizações de sistemas ou dos jogos podem ser feitos com o console 'desligado' ou enquanto a partida estiver rolando. Não foi informado se as atualizações serão automáticas. De todo jeito, o console pode ser ligado instantaneamente.

 

Mais Start